Digital representation
Digital representation thumbnail
Available services

OFÍCIO do [governador e capitão-general de Angola] D. Francisco Inocêncio de Sousa Coutinho, ao [secretário de estado da Marinha e Ultramar], Martinho de Melo e Castro sobre a pedra verde com que os negros curavam as suas chagas, e a possibilidade de haver grandes porções de ouro na Serra do Bende, no norte de Angola, e nos domínios de um vassalo rebelde do rei do Congo, conforme já tinha escrito ao [anterior secretário de estado] Francisco Xavier de Mendonça Furtado, e que não intentou o comércio por estar Cabinda e Loango em grande comércio com os Franceses e Ingleses, porém, sabendo que desde Agosto último, os negros muxilongos, espécie de ciganos, haviam estabelecido povoações junto aos domínios de Portugal e da Serra do Bende, comerciando com muitas fazendas estrangeiras, enviou um destacamento de Cavalaria para prendê-los e afuguentá-los, e ao mesmo tempo a explorar o que havia na dita serra, originando a guerra com os negros e a apreensão de muitas armas e pólvora; a dita pedra verde é abundante e parece ser cobre de excelente qualidade, de que fazem muito comércio de manilhas e cadeias semelhantes à que envia, sendo no entanto difícil aproveitá-lo enquanto houver estrangeiros em Cabinda, Loango e Molembo, ou não forem fortificadas as bocas dos rios Ambriz e Zaire.

Description level
File File
Reference code
PT/AHU/CU/001/0055/05057
Title type
Atribuído
Date range
1770-12-30 Date is certain to 1770-12-30 Date is certain
Descriptive dates
em São Paulo da Assunção, presumivelmente de Luanda
Dimension and support
papel
Documental tradition
Original
Physical location
AHU_CU_ANGOLA, Cx. 55, D. 5057
Previous location
AHU-Angola, cx. 54, doc. 113, 115
Language of the material
português
Location of originals
AHU
Notes
Obs.: Corresponde ao nº 2 do extrato de ofícios de 1771; anexo: outra via.
Creation date
10/30/2018 2:13:20 PM
Last modification
10/4/2023 5:30:19 PM